O avesso do avesso do avesso

O avesso do avesso do avesso


Ao longo da vida, como todo mundo, vivi inúmeras mudanças: o casamento, a maternidade, o divórcio…

Todas estas etapas de vida resultaram em inúmeras transformações internas e externas…

No entanto, a transformação vivida nesta Iniciação foi mais essencial.

Refletindo, na perspectiva do tempo, percebo por que.

Houve uma mudança em três aspectos básicos que, no meu entendimento, sustentam a construção de mundo, que todos nós fazemos, para poder viver.

São eles: o sentido do eu, a experiência do tempo e a experiência do espaço. Em outras palavras: quem eu sou e onde eu estou.

Depois desta Iniciação, meu eu já não cabia mais dentro dos limites do meu corpo físico!

A experiência de partilhar consciência com outros seres e formas de vida (Serafim, árvores, animais), me fez entender que além do eu, existe um eu expandido, do qual ainda não pude perceber fronteira ou limite.

Talvez seja ilimitado!

Bem… agora já estamos falando da experiência de espaço…

Nesta Iniciação, aprendi que:

 

“na consciência deste eu expandido tempo e espaço se diluem de forma instantânea”

 

Para mim, então, o mundo e a vida nunca mais foram os mesmos…

A experiência de viver passou a ser a experiência de viver em dois mundos:

Looking over the horizon. (Image from swissre.com ad.)um mundo visível, limitado, concreto e cristalizado..
e
outro mundo invisível (que eu agora podia ver, sentir e conhecer) ilimitado, fluido, dinâmico, repleto de vida e possibilidades

Este “outro mundo” (que está aqui mesmo) me trazia um grande número de informações e novas compreensões…

Integrar estas novas visões e informações na consciência e vida cotidiana tornou-se uma tarefa diária.

Integrar e harmonizar os dois mundos…

Outras Iniciações seguiram-se a esta primeira, expandindo o sentido do eu e a experiência do mundo em múltiplas dimensões.

Mas, de uma certa forma, foram aprofundamentos, expansões, detalhamentos do vivido nesta Iniciação.

Sei que há muitas pessoas vivendo processos semelhantes ou análogos ao que eu vivi.

Partilhar e divulgar estas experiências é uma forma de encorajar mais e mais pessoas a viverem seus processos individuais de expansão de consciência.

 

Porque?

Porque a consciência do eu expandido é a consciência do coração!

 

Autor

O Caminho Espiritual sempre foi meu foco de interesse na vida adulta: estudo, reflexão, meditação, autoconhecimento, crescimento e transformação pessoal. Partilhar o que encontramos nesta jornada também é uma exigência do Caminho. Por isto estou aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *