Ewá

Ewá


 

 

Num dia de inverno, ainda muito cedinho, os raios de sol começam timidamente a iluminar e aquecer a terra.

A atmosfera está repleta da umidade do orvalho que se depositou nas folhas das árvores durante a noite.

Sento para meditar, encantada por esta Beleza.

Sem pausa ou correção, me vem este poema inteiro.

Não tem valor literário.

Expressa a alma.

 

Ewá

 

Hoje é um dia de alegria e gratidão

Desfrutando a Beleza deste Lugar abençoado

Tendo em mente

Sempre

A sua perfeição

Recordando o seu destino…

Seu destino redentor

 

Imantando a mim e ao Lugar

Com a vibração do Amor

 

Amor por todos os seres

Amor pela vida bendita

Amor pelas presenças curadoras

Belas e inauditas

 

Aqui estou eu

Na cura verde

Verde/azul e dourada

 

Balsamo da sensibilidade

Às vezes, tão machucada!

 

– Fique a energia grosseira

Para sempre longe

Da minha estrada!

 

Quero materializar aqui

A energia mais delicada

Da Orixá Ewá

Ah! Tão bela!

 

Diáfana como os duendes

Que reencontro na cura de hoje

 

Cura suave

Cura verde

Verde/azul e dourada

 

O bálsamo da delicadeza

Do silêncio…

Da leveza…

 

Que cura a alma profunda

A restaura e regenera.

 

Mesmo o forte guerreiro

Precisa depor suas armas

Senão…

O coração endurece

De tanto segurar a espada

Neste momento,

O guerreiro

Precisa descansar na donzela

Tão pura! Tão leve!

Flutua!

 

…e se expande…

Que cura bela!

 

Dissolve os calos das mãos

Que empunharam a espada

E nesta dissolução

Se faz a cura encantada!

 

Cura pela evaporação

De toda mão machucada

Nódulos que são desfeitos,

Dissolvidos pela água

 

Água que se torna ar!

(umidade que suaviza a estrada)

Luz e calor…

Tornam visível esta água

Atmosfera mágica.

 

Saravá Ewá!

Riro!

 

Notas:
Ewá – Orixá feminino. Orixá da água no estado de evaporação.

Autor

O Caminho Espiritual sempre foi meu foco de interesse na vida adulta: estudo, reflexão, meditação, autoconhecimento, crescimento e transformação pessoal. Partilhar o que encontramos nesta jornada também é uma exigência do Caminho. Por isto estou aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *